Postagens

Mostrando postagens de Agosto 2, 2017

Politicagem 2010

Imagem
Politicagem 2010 (do livro “Poeteideser”) (Música originalmente escrita em 2004)
Se liga que vou te contar agora Como acontece essa triste história: O lado mais pobre um trabalho árduo E o outro lado representa a escória.
Uns morrem de fome numa fila, Outros compram porcelana; Uns se perdem da família, Outros brigam por herança.
Viver com dividas não é vantagem Você é quem paga essa politicagem.
É vereador, deputado, senador ou presidente. E o povo está doente/está sem dente/está demente.
Politicagem os babacas e as bobagens. Cara de pau, ipê, jacarandá... Até onde essa zona vai parar.
Pra tudo ele tem resposta Sempre uma proposta Sem jeito, indecorosa.
Sobe em um palanque: - um terno, uma gravata, Com um sorriso Preparando a mamata.
Estende as mãos Estende os braços Desfaz-se em pedaços Tudo vai resolver. O mundo ficar quadrado O inferno, congelado É só ele prometer.
Já sabem de quem eu falo? Mas é melhor, eu me calo Se não, vão me prender. Vou indo sem rumo sem graça Andando por toda praça Até desaparecer.
Viver com di…

E foi-se

E foi-se

Surge vez e outra um tempo ruim, um dia sem cor...
Faz sorrir os que têm o deleite em colorir momentos.

Explode aqui, explode ali, o silêncio fica acolá.
É o cão na viola!
Samba-se o samba mais doce,
Embriaga-se da fonte até o galo cantar.

Deixe abrir a janela que o visual é novo...
Serpentinas e música, loucuras para quem quiser ver.
No viver e na morte, de sul a norte,
Quase nada de novo no front...
O restante dos escombros esconde o menino do povo.

Meça direitinho para não errarem no reparo;
Os cabelos mais longos, o caminhar de novo,
O mar a cada dia mais belo,
Na bela história de um náufrago;
O calvário de um estorvo é vício de já trouxe amparo.

Nos sons que se fazem agora,
A cama fica pronta, o travesseiro mais fofo;
Os sonhos desmontam desesperos;
A verdade não mais sabe sua hora.
Explode aqui, explode ali,
O barulho não é mais ouvido!
De tudo que já foi encolhido
Com a vida foi jogado fora.

Solidão: só lidou com saudade, só lhe dou atenção...
Lá estou eu, sonhando...
Com os olhos embaçados e em…